Novo nome para a Costa do Descobrimento

 

Porto Seguro deve ajustar a rota da história.

Consulta sobre troca do nome “Costa do Descobrimento”

A PROPOSTA É que você dê o primeiro passo para ampla campanha nacional de esclarecimento, seguida de uma consulta nacional sobre a mudança do nome de “Costa do Descobrimento” para “Costa Brasil 1500” ou para outro nome que não desvalorize a cultura genuína de nossa terra.

Campanha assim foi feita para escolha do mascote dos jogos pan-americanos do Brasil, e o Cauê fez grande sucesso.

Nosso sucesso poderá ser ainda maior e permanente.

Diga se concorda ou não com esta proposta, repassando este texto para a lista a seguir, da Secretaria do Turismo da Bahia. Copie e cole no campo “Para” de seu programa de e-mail:

dleonelli@setur.ba.gov.br; billy.arquimimo@setur.ba.gov.br; clarissa@setur.ba.gov.br; acorreira@setur.ba.gov.br; dg@setur.ba.gov.br; da@setur.ba.gov.br; crh@setur.ba.gov.br; csg@setur.ba.gov.br; cmp@setur.ba.gov.br; do@setur.ba.gov.br;  jamorim@setur.ba.gov.br; df@setur.ba.gov.br; arezende@setur.ba.gov.br; sfortes@setur.ba.gov.br; cmo@setur.ba.gov.br;

A QUESTÃO É que o Brasil não pode continuar passivo diante da invasão cultural estadunidense.

O canal de “clips” é “M Ti Vi”, os canais de notícias são “News”, quase 100% dos filmes das estações de TV e da programação da maioria das rádios e salas de cinema é estadunidense ou inspirada naquele modelo; e por aí vai nossa cultura sendo atropelada pela dita superioridade tecnológica, pela produção massiva de baixo preço aquisitivo porque é vendida no mundo todo, e nosso dinheiro vai alimentando a cultura alheia, na maioria dos casos, da pior qualidade.

Tudo começou na primeira globalização, quando os portugueses tomaram posse do Brasil. Mas nestes governos de Lula e de Wagner, nossa história deve ser contada de forma a encher de orgulho os brasileiros, focando o meio ambiente, a ética e o respeito às diferenças, em substituição à piada infantil: “Quem descobriu o Brasil? – Foi Pedro Álvares Cabral! – Aperte aqui que sai mingau!”

Alheio às piadas, às causas e inconseqüências daquela primeira invasão cultural; em plena ditadura militar um burocrata reacionário inventou que os municípios de Porto Seguro, de Cabrália e de Belmonte deveriam ser chamados de “Costa do Descobrimento”, convalidando a reprodução da história exclusivamente da ótica dos invasores.

Nós podemos nos levantar, sacudir a poeira e dar a volta por cima, valorizando a cultura brasileira e de quebra fazendo uma bela campanha de marketing turístico para nossa região, aproveitando o gancho para uma campanha de conscientização.

Costa Brasil 1500 – Quem vem aqui entra na história.

JOSÉ EDSON DE VASCONCELOS

9141-0092 – joseedsondois@hotmail.com – Porto Seguro – BA, abril de 2009.

Resposta obtida da Ouvidoria Geral do Estado da Bahia, em 22/04/2010:

“Prezado José,

sua sugestão será levada ao Fórum Estadual de Turismo,
composto por diversos órgãos públicos estaduais e municipais,
além de representantes do trade turístico. Somente essa
instância pode determinar a troca de nome das zonas
turísticas.”

Anúncios