Transmissores de TVs pagas desprezam os canais de TV sem fins lucrativos

Imagem

(imagem do http://aline30.wordpress.com/2011/02/17/marionete/)

 

E-mail enviado em 08/10/2012 aos seguintes endereços:

Min. Comunicações – Ass. Contr. Interno (aeci@mc.gov.br); Ancine – Ouvidoria (ouvidoria.responde@ancine.gov.br); Ancine – Ascom (comunicacao@ancine.gov.br); Min Comunicações – Gabinete (chefia.gabinete@mc.gov.br); Anatel – Ouvidoria (ouvidoria@anatel.gov.br); EBC – Empr. Bras. de Comunicação (cenasdobrasil@ebc.com.br); Ancine – Escr. DF (escritorio.df@ancine.gov.br); Sky 2 (atendimento@sky.com.br); Sky (sky@news.sky.com.br).

 

 

Car@s senhores(as), boa noite.

 

Pelo presente, solicito que deem mais atenção aos telespectadores que se interessam pelos canais de TV Pública.

 

Contesto a expressão “TV por assinatura” porque a grade de canais não é opcional e sim imposta em pacotes. A Porto Seguro TV a Cabo, assim como a Sky e todas as outras empresas que têm concessão para transmitir sinais de TVs Pagas e de TVs abertas que eu conheço, vêm, em sua maioria, há décadas contribuindo com os programadores que embriagam os telespectadores com suas programações do mais baixo nível.

 

Apresentadores ridículos, sensacionalismo, excesso de notícias sobre violência, enlatados estadunidenses que incluem até programas de humor legendados, nem dá para serem comentados aqui, porque são simplesmente provincianos e aviltantes.

 

Aliada de toda esta baixaria, no caso da Porto Seguro TV a Cabo (Cable.com Telecomunicações Ltda), ela recentemente agrupou os canais de TV pública que eram sintonizados dispersamente no meio da programação de baixo nível, predominantemente de lavagem cerebral consumista, pregação evangélica, varejistas, telas cinza, telas azuis, etc, porém agrupou os canais das TVs Públicas no final da numeração da grade de canais, onde a imagem é péssima e o som tem ruídos insuportáveis.

 

Além disto, a referida transmissora de sinais troca os números dos canais públicos frequentemente, sem qualquer aviso ou explicação, eventualmente deixa os canais públicos absolutamente fora da sintonia, apesar de servir uma cidade baiana transmite o sinal não da Assembleia Legislativa da Bahia, mas sim das assembleias legislativas de São Paulo ou de Santa Catarina. Ao contrário, procede completamente diferente em relação aos canais sensacionalistas e de lavagem cerebral consumista, que são sintonizados com total estabilidade nos primeiros números da sequência de canais.

 

Entendo que se a comercialização de sinal de TV é uma concessão governamental, as distribuidoras de sinal deveriam ser obrigadas pela Anatel a disponibilizar todos os canais existentes, agrupados de acordo com a natureza das programações, por um preço razoável, e facultando ao telespectador a exclusão dos canais que quisesse excluir para diminuir o preço do pacote, sem que ficassem telas azuis ou cinzas entre um e outro canal. 

 

Acredito que só assim os programadores passarão a respeitar os telespectadores, já que trata-se de uma concessão pública, os telespectadores pagam pelo serviço e os programadores precisam de audiência para continuarem faturando alto com as inserções publicitárias. 

 

Ao contrário, da forma que funciona em todo o país, os programadores estabelecem suas programações exclusivamente do jeito que interessa aos anunciantes concentradores de renda que os locupletam, e os distribuidores do sinal não dão a menor chance aos telespectadores para que eles possam dizer não à manipulação da comunicação.

 

Minha conclusão é de que desta forma a TV é o pior câncer do Brasil e que ainda por cima contamina o rádio e a Internet, e faz dobradinha com a mídia impressa, formando, com raras exceções, uma rede de esgotos que somente poderá ser tratada com a regulamentação da mídia, o que não pode ser confundido com a censura branca diuturnamente praticada pelos patrões dos comunicadores e dos artistas.

 

Ressaltando que nenhum governo faz sentido se não atuar sistematicamente em defesa do povo, despeço-me pedindo desculpas pelos excessos e respeito dos fornecedores aos consumidores indefesos.

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: