Porto Seguro: Martha Gabriel assume consumismo em seminário de inovação tecnológica

Richard Alves, Cícero Sena, Luigi Rotuno, Alex, Beto Nascimento e Martha Gabriel.

Richard Alves, Cícero Sena, Luigi Rotuno, Alex, Beto Nascimento e Martha Gabriel: Painel após a palestra.

Anunciada como “uma das maiores pensadoras digitais do Brasil (…), ganhadora de 5 prêmios internacionais (…)”, Martha Gabriel proferiu palestra no Seminário de Inovação e Competitividade no Turismo, realizado no auditório do Senac, em Porto Seguro, no dia 17/09/2015.

O vice-prefeito, Beto Nascimento, aproveitou o evento para estimular todos empreendedores de Porto Seguro a cadastrarem gratuitamente seus empreendimentos no novo site da prefeitura, www.portosegurotur.com, que é compatível com dispositivos móveis.

Esbanjando experiências internacionais, e termos em inglês mesmo quando as palavras vinham em telas escritas em português, Martha revelou seu deslumbramento com a globalização e com o consumismo incentivado pela tecnologia da comunicação. Ela disse que compra tanto pela Internet que, por causa do atraso da entrega, que pode, segundo ela, chegar até a 2 meses; quase todos os dias, quando ela nem sabe mais o que comprou, chegam coisas à sua casa. Em seguida ela explicou que compra muito, mas também distribui muito.

A palestrante estimulou empreendedores a conhecer melhor as tendências e a investir mais em tecnologia de comunicação via Internet, citando aplicativos como o “Uber” para afirmar que não adianta lutar contra a tecnologia da comunicação.

Negando os custos sociais dos novos tempos, em uma das telas de sua palestra Martha mostra um gráfico alegando que a tecnologia gera o mesmo número de empregos que destrói.

Também na palestra Martha cita um pensador que disse ser as máquinas os elementos mais importantes para dar respostas e os seres humanos os elementos mais importantes para fazer as perguntas.
Pena que, apesar de ter sido realizado graças ao apoio de instituições que se dedicam a interesses coletivos (Senac, Convention Bureau, Sebrae e Prefeitura), no seminário não foi aberta uma sessão para perguntas do público:

1) Partindo da premissa de que a democratização dos meios de produção é uma inovação necessária diante do desemprego causado pela tecnologia, a prioridade não deve ser incentivar investimentos públicos em novas ideias de desempregados que poderiam voltar a ser felizes no mercado de trabalho, fortalecendo o mercado consumidor e consequentemente toda a economia?

2) O que leva desenvolvedores de aplicativos da iniciativa privada a terem inteligência suficiente para criar novas funcionalidades em detrimento de coletivos que vinham funcionando, como é o caso do “Uber” com os táxis; e sensibilidade ou inteligência insuficiente para combater a desigualdade social que transforma o mundo em um barril de pólvora?

3) O que leva uma multidão qualificada de emigrantes da classe média de países pobres, a negar sua contribuição para a conscientização e para a melhoria da qualidade de vida em seus próprios países, e a sair em busca de melhores condições de vida nos países ricos que, por meio das tecnologias de comunicação, agravam a pobreza dos países pobres?

Anúncios

Cabrália: Conselho define compensações ambientais do Campo Bahia

Assis, João, Heráclito.

Heráclito, com os consultores ambientais João Carlos (Projex) e Mário J. Assis (Acquamarina).

O Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente de Cabrália se reuniu no último dia 29, na Secretaria Municipal do Meio Ambiente, para tratar da compensação ambiental acordada com a prefeitura para o licenciamento do Empreendimento Campo Bahia, onde ficou hospedada a Seleção Alemã de Futebol, tetracampeã do mundo na Copa Brasil 2014.

O empreendimento Campo Bahia, licenciado para ser um condomínio residencial, depois da Copa passou a ser anunciado como Campo Bahia “Resort”, que significa hotel para lazer com construções horizontais e amplos espaços livres.

Logo após a reunião do dia 29, Mário Jorge Assis, consultor da Acquamarina e da Coroa Alta Empreendimentos (proprietária do campo de futebol oficial construído em Santo André para treinamento da Seleção Alemã), disse que entre as contrapartidas do campo de futebol e do Campo Bahia, estão o emprego de 80% dos trabalhadores na construção dos dois empreendimentos, beneficiando 210 famílias; a doação de uma ambulância ao município, doação de 28 manilhas para drenagem do Rio Acuba, além de investimento no valor de R$ 100 mil em material e mão de obra para gramado, alambrado parcial, traves, drenagem e marcação em um campo de futebol público em Santo André, em área da prefeitura; e o depósito de R$ 300 mil em uma conta jurídica do Ministério Público, para elaboração de um projeto piloto de beneficiamento do lixo do litoral norte de Cabrália, incluindo Santo André, Santo Antônio e Guaiú.

Assis exibiu comprovantes bancários de que o valor de R$ 300 mil foi depositado em 5 parcelas de R$ 60 mil, ficando a prefeitura, por meio da Secretaria do Meio Ambiente, encarregada de publicar um edital de concorrência nacional para contratação de uma empresa que desenvolva o projeto do lixo.

Na opinião de Assis, o edital deve definir as fases de diagnóstico, do projeto propriamente dito, e do treinamento da mão de obra necessária a todo o processo de coleta e beneficiamento do lixo, considerando as altas e baixas estações turísticas.

Membros do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente, como Cláudio Xepa (Superintendente Municipal da Pesca) e Nelson Monteiro (presidente do Grupo de Ação para o Desenvolvimento da Atividade de Pesca – GADAP), são da opinião de que a comunidade deve se apoderar do processo, para que uma empresa de fora não venha a definir arbitrariamente como deve ser o tratamento do lixo.

Apesar de solicitada desde o dia da reunião, a Secretaria do Meio Ambiente ainda não informou a data da publicação do edital e nem respondeu a questões sobre o término da obra e a prestação de contas dos R$ 100 mil supostamente empregados no campo de futebol. As questões envolvem a destinação de eventual sobra de dinheiro na hipótese de a concorrência por edital obter o diagnóstico, o projeto e o treinamento por valor inferior a R$ 300 mil; e se o empreendimento Campo Bahia Resort, bem como sua escuna Dream Catcher, já estão licenciados para operação como empreendimentos turísticos.

Capa de guia com Campo Bahia

Publicação original no portal oficial de Santa Cruz Cabrália em 17/11/2014:

Cabrália: Conselho define compensações ambientais do Campo Bahia

Copa beneficia direta ou indiretamente toda a população de Cabrália

 

Imagem

 

A comissão formada em 2010 por agentes públicos e privados de Cabrália e de Porto Seguro, para tratar de assuntos relacionados à Copa do Mundo FIFA Brasil 2014, se reuniu na última sexta-feira (23/05/14), no auditório do Senac, onde vinha se reunindo semanalmente.

Concluindo a primeira grande fase de suas atividades, a comissão apresentou o resultado de seus 8 grupos de trabalho, tendo como principais vitórias o credenciamento de Cabrália e de Porto Seguro como Centro de Treinamento de Seleções (CTS) pela FIFA, a escolha de Cabrália como sede pela Seleção da Alemanha e a escolha de Porto Seguro como sede pela Seleção Suíça.

 

A mesa de abertura do evento teve, entre outras personalidades, o vice-prefeito e Secretário de Administração e Planejamento de Cabrália, Alexandre Carvalho, representando o prefeito Jorge Pontes; o Secretário Municipal de Esportes, Enildo Gama, representando a prefeita de Porto Seguro, Cláudia Oliveira; o representante da Secretaria Estadual para Assuntos da Copa (Secopa), Marco Costa; e o presidente da Câmara Municipal de Porto Seguro, Paulo Onishi.

 

A gestora do PS Convention Bureau, Patrícia Martins, que não participou do evento por motivos de saúde, foi várias vezes citada como “a grande heroína das principais conquistas da comissão”.

 

De acordo com alguns oradores, o principal legado da participação de Cabrália e de Porto Seguro na Copa 2014 é a exposição que estes municípios essencialmente turísticos estão tendo em todo o Brasil e no mundo, e especialmente na Alemanha e na Suíça.

Marco Costa disse que a situação de Cabrália e Porto Seguro é semelhante a de Cape Town, cidade do interior da África do Sul que teve significativo aumento em sua demanda turística depois da Copa do Mundo de 2010. Para salientar ainda mais a importância da mídia espontânea, Marco citou a constatação de que a exposição do Rio de Janeiro na mídia nacional e internacional por ocasião da Copa das Confederações de 2012 foi equivalente à divulgação da cidade nos 10 anos anteriores.

 

Os legados e benefícios para a população das cidades, como destacaram o vice-prefeito Alexandre Carvalho e o secretário do turismo de Cabrália, Fernando Oliveira, teriam mesmo que ser adquiridos de qualquer forma para a população, mas o motivo “Copa” acelerou o andamento dos pleitos dos municípios.

 

Entre outros benefícios advindos das demandas da FIFA para aprovação de Cabrália e de Porto Seguro como CTS e que ficarão para a população estão a aquisição de equipamentos, de tecnologias e de instalações como viaturas, aparelhos eletrônicos e metodologias que proporcionarão maior eficiência da Polícia Militar regional, equipamentos para o Hospital Regional de Porto Seguro, campanhas de vacinação, capacitação da Defesa Civil para atendimento a múltiplas vítimas, capacitação do funcionalismo em diversos níveis, incremento na velocidade de conexão com a Internet, como foi o caso da Oi, que em Cabrália ampliou a cobertura e passou a velocidade definitivamente para 10 Mbps , além de instalar rádio para maior velocidade temporária em Santo André. Merecem também ser destacadas a ampliação e a manutenção da rede elétrica de Cabrália, incluindo instalação de luminárias em Santo André, requalificação da BA 001, requalificação do Estádio Municipal de Porto Seguro que já aspira ter um time de futebol na primeira divisão estadual, coleta seletiva de lixo que entra definitivamente na pauta das duas cidades, limpeza das cidades, cultura de gestão compartilhada, instalação de terminais de autoatendimento pelo Banco do Brasil em Cabrália e Santo André, investimento de R$1,5 milhão pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) na recuperação da BR 367, embora a obra talvez não seja concluída antes da Copa, criação de um roteiro turístico para fortalecimento da economia e da cultura indígena, instalação de posto turístico do SAC em Porto Seguro e no terminal das balsas de Cabrália e treinamento ministrado por 4 dos maiores especialistas alemães para atendimento a desastre de avião.

ImagemImagemImagemImagemImagem

Representantes do Polo se reúnem com Desenbahia

Já com experiências em projetos para o BNB, estou me dedicando também a elaborar projetos para a Desenbahia.

Foi realizada, no dia 25/11/11, uma reunião entre futuros empreendedores do Polo Empresarial de Cabrália, o Secretário Municipal de Infraestrutura de Cabrália – Fernando Oliveira Santos, assessores e o gerente de negócios da Agência de Fomento do Estado da Bahia S/A (Desenbahia) – Thales Quadros.

AGILIDADE NA ANÁLISE E FACILIDADES NA COMPOSIÇÃO DAS GARANTIAS

Na reunião, o representante da Desenbahia na região de Teixeira de Freitas, Thales Quadros, expôs as vantagens oferecidas pelo órgão estadual de fomento. Ele foi muito convincente, especialmente quando destacou a agilidade da Desenbahia na análise dos projetos de financiamento e as maiores facilidades oferecidas para a composição das garantias exigidas para empréstimos de longo prazo.

O presidente da Comissão Provisória Pró-criação da Associação dos Empreendedores do Polo Empresarial de Cabrália, Aníval Muniz, agradeceu a presença de todos os participantes do evento, destacando o representante da prefeitura, Fernando Santos, e o gerente de negócios da Desenbahia, Thales Quadros.

Aníval exaltou a eficácia da reunião, cujo final foi marcado pelo clima de descontração e cordialidade proporcionado pelo lanche oferecido por ele, que promoveu o evento.

FUI CONVIDADO A ELABORAR PROJETOS PARA A DESENBAHIA

Informalmente, o gerente de negócios Thales Quadros convidou-me a elaborar projetos para financiamento pela Desenbahia. Na oportunidade, Thales destacou as vantagens do financiamento de capital de giro, mesmo antes da entrada do Polo em funcionamento. Gentilmente, ele se dispôs a fornecer-me todas as informações adicionais necessárias à elaboração dos projetos.

Empreendedores buscam interatividade com a prefeitura

Comissão Provisória quer a lista de todos os empreendedores para convocação de reunião visando a constituição da entidade definitiva, em consonância com a prefeitura.

O presidente da Comissão Provisória Pró-criação da Associação dos Empreendedores do Polo Empresarial de Cabrália enviou ofício ao prefeito de Cabrália, Jorge Pontes, solicitando agendamento de reunião do prefeito com a Comissão, a ser representada por seu próprio presidente Aníval Muniz, pelo vice-presidente Valter Rocha, pelo diretor secretário João Batista, pelos assessores jurídico Josafá Mendonça e técnico José Edson de Vasconcelos, além de convidados como Aziz Ramos, empresário que negociou com a prefeitura a área onde será implantado o Polo, conforme lei municipal aprovada pela Câmara dos Vereadores.

PAUTA DA REUNIÃO

Na pauta da reunião deve estar incluída a busca de estratégias para que a Comissão Provisória possa interagir com a prefeitura visando a dinamização da implantação do Polo; o agendamento de uma reunião entre a Prefeitura, a Comissão Provisória e todos os futuros empreendedores do Polo – incluindo os de outros estados, para que seja criada a definitiva entidade representativa de todos os futuros empreendedores; o fornecimento, pela Prefeitura, de cópia da Lei Municipal que institui o Polo, bem como o fornecimento dos nomes, e-mails e telefones de todos os futuros empreendedores para que sejam convocados para reunião geral;  a regularização fundiária do terreno onde será implantado o Polo; o levantamento topográfico e a elaboração do plano altimétrico da referida área; e informações sobre o trabalho da Superintendência do Desenvolvimento Industrial e Comercial da Bahia (SUDIC), disponibilizado pela Secretaria Estadual da Indústria, Comércio e Mineração em reunião realizada em Salvador no dia 25/10/2011.

Comissão Provisória de associação elege Diretoria Executiva

Em reuniões realizadas na Pousada do Ailton, no dia 29/10/2011; e na casa de Nuno Miguel, no dia 16/11/2011, ambas na cidade de Cabrália, foi eleita a Diretoria Executiva da Comissão Provisória Pró-criação da Associação dos Empreendedores do Polo Empresarial de Cabrália, que ficou composta por Aníval Joseph Muniz como presidente, Valter Rocha como vice-presidente e João Batista Maciel como diretor secretário, sendo nomeados o advogado Josafá Mendonça como assessor jurídico e eu, administrador e jornalista, como assessor técnico.

Ficou também definido que o presidente Aníval deverá convocar uma reunião de todos os futuros empreendedores do Polo para uma reunião que tenha como objetivo principal a criação da entidade que associará todos os empreendedores, em consonância com a prefeitura de Cabrália, assim que a prefeitura fornecer à Comissão Provisória a lista dos futuros empreendedores, com respectivos nomes, e-mails e telefones.

Prefeito leva empreendedores ao Governo da Bahia

Participei da reunião em Salvador, juntamente com a equipe do prefeito e com empreendedores.

Participei da reunião em Salvador, juntamente com a equipe do prefeito e com empreendedores.

Em reunião com empreendedores do Polo Empresarial de Cabrália em seu gabinete, o prefeito de Cabrália, Jorge Pontes, convidou a todos para acompanhá-lo até Salvador, no dia 25/10/2011.

No Centro Administrativo da Bahia, a comitiva do prefeito visitou o gabinete do deputado estadual Bira Coroa, na sede da Assembléia Legislativa, e seguiu para a Secretaria da Indústria, Comércio e Mineração, onde se reuniu com José Luís Gonzaga, chefe do gabinete do Secretário James Correia e duas diretorias da Secretaria.

ATUAÇÃO DA SUDIC E DEMANDAS DO POLO

Luís Gonzaga se colocou à disposição para encaminhar as demandas do Polo aos órgãos governamentais das esferas estadual e federal.

Um destes órgãos é a Superintendência do Desenvolvimento Industrial e Comercial da Bahia (SUDIC), que deverá vir a Cabrália no final deste mês de novembro para fazer o levantamento dos investimentos de infraestrutura, incluindo o loteamento da área de 200 mil metros quadrados já adquirida pela prefeitura para doação aos empreendedores.

Entre outros investimentos estão previstos saneamento básico, abastecimento de água , de energia elétrica e elaboração do projeto. Neste quesito o prefeito informou já ter feito contatos com o Derba para tratar das vias de acesso ao Polo.

FINANCIAMENTOS E INCENTIVOS FISCAIS

Outros importantes assuntos tratados na reunião foi o enquadramento das empresas no programa Desenvolve, do Governo da Bahia, que pode reduzir o ICMS a até menos de 3% do valor das mercadorias; a mediação da Secretaria junto à diretoria do Banco do Nordeste para agilização na análise dos projetos de financiamentos e a sugestão do chefe de gabinete para que sejam usadas também as linhas de crédito oferecidas pela Agência de Fomento do Estado da Bahia S/A (Desenbahia).

Além dos incentivos fiscais do Governo do Estado, os empreendedores terão também diversos incentivos municipais e apoio da prefeitura na busca de incentivos federais, já que a participação dos empreendedores no projeto é condicionada ao atendimento da lei municipal que instituiu o Polo.

Representantes da Secretaria da Indústria, Comércio e Mineração da Bahia e do Pólo Industrial de Cabrália.

Representantes da Secretaria da Indústria, Comércio e Mineração da Bahia e do Pólo Industrial de Cabrália.

Empreendedor procura sócio para indústria de chocolate (cupulate)

José Edson de Vasconcelos*

Proprietário de linda fazenda agroindustrial limítrofe de zona urbana de um dos mais lindos centros turísticos do Brasil e do mundo, procura sócio para implantação de fábrica de cupulate (chocolate de cupuaçu).

O empreendimento terá potencial para um rápido roteiro de turismo rural, podendo aproveitar o turismo como facilitador da distribuição do cupulate em polos emissores de turistas.

O cupulate, resistente a mais 2 graus de temperatura que o chocolate, de acordo com o Ministério da Agricultura (http://www.cpatu.embrapa.br/servicos/consultorias/cupulate) é um produto com sabor e textura similares ao chocolate de cacau, porém mais nutritivo e mais saudável que este, e pode também ser consumido em pó e em tabletes ao leite, meio amargo ou branco.

As amêndoas de cupuaçu (cacau grande, em tupi-guarani), ainda segundo o Ministério da Agricultura, têm como principais características o percentual de 33,44% a mais de proteínas em relação às amêndoas de cacau, são isentas de cafeína e de teobromina.

*José Edson de Vasconcelos, jornalista e administrador [(73) 9141-0092 ou joseedsondois@hotmail.com], elabora e acompanha projetos para obtenção de financiamento pelo Banco do Nordeste (BNB).